Windows Deployment #3: Componentes do Lite Touch (MDT 2013)

Olá Pessoal,

Antes de iniciarmos a construção da nossa solução de Deployment usando o MDT 2013 vamos conhecer um pouco sobre os seus componentes e é através de um console baseado em MMC 3.0 que fazemos a administração e a configuração do MDT 2013 esse console é suportado pelo Windows 7, Windows 8/8.1, Windows Server 2008 R2 e Windows Server 2012, porem eu recomendo a instalação do MDT no Windows 8/8.1 ou Windows Server 2012/R2 no cenário usado no lab dessas serie estou usando o Windows Server 2012 R2.

A partir desse ponto eu começo a descrever um pouco sobre cada componente no método de deployment LTI (Lite Touch Installation):

Deployment Share

O Deployment Share é uma ou mais pastas compartilhadas no servidor de deployment que contem todos os arquivos de configuração e scripts necessários para a implantação seja de sistemas operacionais ou aplicações.

No Deployment Share encontramos arquivos de configurações chamados Rules  dentro dos componentes do Lite Touch, esses arquivos são coletados pelas maquinas durante o processo de implantação.

Rules

As Roles controla o assistente de implantação do Windows quando usamos o MDT e são baseadas em dois arquivos .ini chamados customsettings.ini e bootstrap.ini é nesses dois podemos fornecer uma serie de configurações que serão usadas pelo assistente de implantação do MDT no inicio da implantação do lado do cliente, abaixo descrevo algumas das configurações que podem ser fornecidas como parâmetros das Roles:

  • Nome de computador;
  • Ingresso em domínio e OU onde o computador estrará alocado;
  • Configurações de Idioma e região;
  • Habilitar o Bitlocker e salvar a chave de recuperação no AD DS;
  • Habilitar a captura de imagem de referencia;
  • Dentre inúmeras configurações.

Os pareamentos que podemos usar nas Roles pode ser encontrado na documentação do MDT 2013 em MDT 2013 Reference.

Boot Images

As Boot Images (Imagens de Inicialização) são imagens baseadas no WinPE 5.0 que são usadas para iniciar o processo de deployment e durante esse processo a boot image (imagem de inicialização) entra em contato com o Deployment Share no servidor de deployment onde é iniciado o processo de implantação através da “leitura” das Roles e demais arquivos de configuração, a boot image pode ser iniciada a partir de uma mídia de CD/DVD, imagens ISO, dispositivos USB ou usando um servidor WDS através do boot via PXE.

Sistemas Operacionais

Esse é considerado o componente principal de uma solução de deployment, por uma questão obvia, mas sem os sistemas operacionais não há a possibilidade iniciar o deployment.

Através do deployment Workbench importamos os sistemas operacionais para a criação de imagens de referencia por exemplo, o MDT 2013 suporta a importação e implantação de sistema operacionais Windows 7, Windows 8/8.1, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012/R2.

Podemos fazer a importação de sistemas operacionais de duas formas principais, importando todo o conteúdo da mídia de instalação do Windows 8.1 (é S.O usado no ambiente de demonstração) e nesse caso é recomendado para a criação de uma imagem de referencia por conter todos os arquivos necessários para instalação de funções e/ou recursos do Windows. A outra forma é a possibilidade de importa uma imagem customizada do Windows, nesse caso usamos para o ambiente de produção onde a imagem de referencia já foi criada.

Aplicações

O MDT suporta praticamente todos os tipos de arquivos executáveis do Windows para instalação de aplicações, como os arquivos padrão .exe usando os comandos para instalação silenciosa fazendo com que a instalação seja não assistida, é possível também usar arquivos .MSI , Batch ou até VBScript.

O MDT suporta qualquer aplicação que possa ser executada de forma não assistida e desde o MDT 2012 Update 1 é possível usa-lo para fazer a implantação de aplicações modernas do Windows 8/8.1 extensão .APPX.

Repositórios de Drivers

Através do Deployment Workbench fazer a importação dos Drivers necessários para cada maquina que está sendo implantada, os drivers devem ficar hospedados no Servidor de deployment e não na imagem de referencia.

O comportamento padrão do MDT na instalação dos drivers nas maquinas é de fazer um PnP ID Scan e determinando qual a lista de drivers a ser injetada na máquina durante a implantação.

Quando estamos fazendo a importação dos drivers de dispositivos para o Deployment Share usando apenas os arquivos .inf, uma dica é quando o pacote de driver não tem o arquivos .inf é que façamos a importação desse Driver como um aplicativo e instalado como parte de uma task sequence.

Packages

Esse componente é geralmente usado para adicionar pacotes de linguagens, pacotes do Windows Update como atualizações de segurança ou criticas, porém eu recomendo para essa finalidade o uso de um servidor WSUS pois administrar esse tipo de pacotes no MDT é sempre mais complicado, a não ser com exceções de hotfixes críticos que não são disponibilizados através do WSUS ou pacotes que precisam ser usados antes do processo do WSUS ser iniciado.

Task Sequences

As Task Sequences ou sequencia de tarefas é outra parte importante da solução de implantação, e elas são, nada mais do que uma lista de ações que são executadas em uma ordem e essas ações podem conter condições para que seja executadas ou não.

As Task sequences no MDT são baseadas em templates onde selecionamos um no momento da criação da task sequence, esses templates ficam hospedados na pasta Templates no servidor de implantação.

Algumas ações que podem ser encontradas em uma task sequence são:

  • Format and Partition – usada para criar e formatar uma ou mais partições no computador de destino;
  • Apply Operations System – Executa o ImageX para aplicar a imagem do Windows 8 por exemplo;
  • Validate – Valida alguns configurações do computador (Memoria, Processador, tipo de S.O) antes de iniciar o processo de instalação;
  • Windows Update – Conecta ao servidor WSUS ou Windows Update e baixa as atualizações para a maquina;
  • Dentre outras ações.

Nesse post apresentei os componentes do MDT usando o método de deployment Lite Touch.

Eduardo Sena
MCP | MCSA | MCT | MVP Windows Expert-IT Pro

Eduardo Sena é Microsoft MVP Windows and Devices for IT, especialista em Windows Deployment Solutions em ambientes corporativos, sempre envolvido em ações na comunidade, comunnity leader no WSG – Window Study Group e Quintas da TI, Eduardo é conhecido por sua especialização com ferramentas para deployment como MDT, ADK, WDS e USMT.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: